Pule para o conteúdo principal

Cinco coisas para aprender na quarentena

Cinco coisas para aprender na quarentena

Aprender na quarentena

O isolamento social é uma oportunidade para desenvolver novas habilidades `(Foto: Shutterstock)

Além do risco de doenças respiratórias graves, o coronavírus trouxe outra preocupação aos brasileiros: o isolamento social. A medida, apesar de causar algumas limitações, é extremamente importante para combater o alastramento da doença. Mas esse período de afastamento não precisa ser tedioso. Existem muitas coisas para aprender na quarentena.

Nas últimas semanas, professores de educação física, especialistas em gastronomia, artesãos e muitos profissionais de diversas outras áreas passaram a oferecer aulas online gratuitas. É possível se exercitar, preparar um delicioso jantar e até se divertir com viagens virtuais e jogos de aprendizado. O melhor é que, em geral, as aulas são simples, não exigem nenhuma estrutura complicada e podem ser feitas por pessoas de qualquer idade.

Confira as dicas que separamos para você. Para acessá-las, basta clicar nos subtítulos.

Cozinhe com a Rita Lobo 

Talvez você conheça a Rita da televisão e já saiba que ela é maravilhosa. A Rita defende comida de verdade, ou seja, nada de congelados e alimentos ultraprocessados (embutidos, enlatados, embalados). Ela acredita no poder das receitas de família, tipo aquele molho de tomate com noz-moscada, sabe? Não à toa, ela tem milhões de seguidores no seu site, no Youtube e no Instagram.

É no insta, inclusive, que ela tem feito (transmissões ao vivo) durante a quarentena. A Rita costuma convidar celebridades que não sabem cozinhar para participar – cada um na sua casa, é claro.  O programa ao vivo assim fica superengraçado, mas, no final, sempre dá certo. Você, inclusive, pode cozinhar enquanto acompanha a transmissão porque ela explica tudo, passo a passo. Segue lá o Instagram dela, que é @RitaLobo, para saber dos horários das lives. Mas não se preocupe, caso tenha perdido alguma, pode assistir depois, no Youtube.

Faça exercícios em casa 

O nome do canal diz tudo: Exercícios em casa. Lá, você vai encontrar vários tipos de atividades e diferentes níveis de intensidade. Para o período de quarentena, em que a gente sai da cama para o sofá e do sofá para a mesa, a dor nas costas, principalmente lombar, aparece com frequência. Por isso, selecionamos um vídeo em que um fisioterapeuta ensina exercícios de alongamento para amenizar a sensação dolorosa. O mais legal desse canal é que todos os vídeos têm acompanhamento de algum profissional de saúde, como nutricionistas, fisioterapeutas e treinadores.

Crochê é uma das coisas para aprender na quarentena 

O nome do site, Crochet Land, pode ser traduzido como “Terra do Crochê”. E não é para menos. A página é mantida pela jornalista Bruna Moreira, que também é artesã. Por isso, tudo é muito bem explicado, e os conteúdos são pensados com muito profissionalismo. Apaixonada por crochê, ela reuniu todas as receitas que criou e disponibiliza de forma gratuita para quem quer aprender mais sobre a técnica. O mais legal é que todo mês tem um desafio para incentivar o público a crochetar. E tem até aplicativo para que você possa fazer crochê na rua (quando a quarentena passar).

Quarentena também é cultura 

Com a pandemia de coronavírus, museus do mundo todo precisaram ser fechados para evitar aglomerações e contaminações. Mas é possível aprender um pouco mais sobre arte, história e cultura pela página Google Arts & Culture. A iniciativa de visitar os museus de forma virtual é do próprio Google e tem ganhado milhares de novos visitantes durante a quarentena. Todas as imagens são em alta resolução e em cada uma há informações sobre a obra. É possível até brincar com a ferramenta que diz com qual obra de arte você se parece. O portal é em inglês, mas há o botão ‘traduzir com o google’ na página inicial. Basta clicar para o site ficar em português. Boa viagem!

Aprenda um idioma 

Se o idioma é um desafio para navegar pela internet, que tal aprender ao menos algumas palavras básicas de inglês, por exemplo? O site Duolingo oferece uma forma lúdica de aprender línguas, como italiano, espanhol e alemão, entre outras. Tanto no site como no aplicativo, você aprende brincando: quanto mais acertar, mais pontos ganha até trocar de nível. Não precisa sair fluente dessa experiência, mas é bom aprender algumas palavras que não saem do nosso vocabulário, principalmente na quarentena, como home office, homeschooling, delivery e take away.

Dica bônus: é tempo de solidariedade  

Além de aprender e se divertir durante a quarentena, também é preciso manter as obrigações de casa, como fazer compras de alimentos e remédios. No entanto, os idosos são o principal grupo de risco do coronavírus, e é importante que você limite suas saídas. Pensando nisso, um estudante do Rio Grande do Sul desenvolveu um site que conecta idosos e voluntários que possam ajudar com as tarefas. Funciona assim: se você mora sozinho, ou precisa estar isolado durante a quarentena, basta fazer um cadastro no site que, em breve, um voluntário próximo a você entrará em contato para fazer suas compras. Não tem custo nenhum. Mas não custa pagar com um sorriso – já que o aperto de mão também é uma fonte de contaminação.