Pule para o conteúdo principal

Crise de talentos no setor financeiro

Crise de talentos no setor financeiro

homem sentado em uma sala mexendo no notebook

O mercado global está prestes a enfrentar um déficit de pessoas qualificadas. Essa é a previsão de uma pesquisa da consultoria Korn Ferry, dos EUA. O estudo aponta que o mundo deverá sofrer uma carência superior a 85 milhões de profissionais qualificados em 2030.

O levantamento foi realizado com base em estatísticas de governos e projeções de organizações trabalhistas. As informações contemplaram parâmetros de oferta e demanda de talentos em 20 economias. Entre elas, o Brasil.

A Korn Ferry concentrou as análises em três áreas: manufatura; tecnologia e mídia; e finanças e serviços de negócios. O eixo no qual o segmento financeiro foi colocado, por exemplo, deverá apresentar um déficit aproximado de 1,6 milhão de pessoas no Brasil.

As explicações para o fenômeno estariam relacionadas a diferentes fatores. Um deles diz respeito à diminuição das taxas de natalidade. Além disso, muitos profissionais da geração baby boomer irão se aposentar até 2030, enquanto os millenials não terão adquirido qualificação suficiente para assumir essas vagas.

A saída para reverter o quadro é, desde já, apostar na qualificação constante do capital humano – um processo que deve ser liderado, em especial, pelas empresas.

Os comentários estão encerrados.