Inteligência Artificial: que onda a sua empresa surfa?

Inteligência Artificial: que onda a sua empresa surfa?

Em seu mais novo livro, “AI Superpowers”, Kai-Fu Lee – ex-presidente do Google chinês – analisa a evolução da Inteligência Artificial (IA) sob a ótica de quatro ondas. Em uma escala crescente, cada onda prepara a chegada da próxima. Enquanto a maioria das organizações sequer entrou nesse mar, algumas colhem os frutos desse tipo de inovação. Entenda:

IA na Internet

O melhor exemplo são os sistemas de recomendação baseados em algoritmos. Ao empregar big data para levantar informações de usuários, é possível personalizar conteúdos. São os casos de YouTube e Netflix.

IA nos Negócios

Caracteriza-se pelo aprofundamento do uso de algoritmos. Qualquer registro serve de base para o cruzamento de dados e a criação de um perfil ainda mais detalhado do consumidor. São os casos de bancos e hospitais.

IA Receptiva

A evolução dos gadgets vai popularizar a terceira onda. Com mais equipamentos inteligentes nas casas, no trabalho e nas cidades, a aproximação entre o físico e o digital proporciona conveniência. A internet das coisas é um exemplo.

IA Autônoma

Integração entre todas as ondas, prevê capacidade plena para que as máquinas percebam e respondam estímulos automaticamente. Seria o caso da utilização em massa de carros autônomos.

Os comentários estão encerrados.