Pule para o conteúdo principal

INVESTIMENTO EM FINTECHS BATE RECORDE

INVESTIMENTO EM FINTECHS BATE RECORDE

Mulher olhando para um notebook

O volume de investimentos em fintechs não para de crescer. Em 2014, por exemplo, os aportes globais em startups do setor financeiro somaram US$ 19,9 bilhões. Já o montante acumulado em 2017 pulou para US$ 39,4 bilhões. Nada se compara, porém, ao valor verificado no primeiro semestre de 2018, quando o segmento captou a quantia recorde de US$ 41,7 bilhões.

A escalada consolida as fintechs no radar dos investidores-anjo. Cada vez mais, eles voltam seus olhos para as novas soluções financeiras – atraídos pelo caráter universal desses negócios.

A amplitude do setor permite que as fintechs ofereçam tanto inovações com aplicação massificada quanto ferramentas voltadas para pequenos nichos. Isso turbina decisivamente o potencial de retorno das empresas. Aliás, o tamanho das ofertas comprova o nível das expectativas depositadas no setor.

Em 2014, apenas 39% dos investimentos em fintechs romperam a barreira de US$ 1 milhão. Os negócios fechados acima desse valor representaram 85% do total em 2017. Na primeira metade de 2018, eles responderam por 96% dos aportes. Sozinha, a chinesa Ant Financial – ligada ao Grupo Alibaba – recebeu US$ 14 bilhões.

Os dados foram divulgados pela consultoria Fintech Global.

Os comentários estão encerrados.