Pule para o conteúdo principal

Dica de primavera: como montar uma horta caseira

Dica de primavera: como montar uma horta caseira

horta caseira

Com uma horta, você pode ter temperos e saladas sempre fresquinhos. (Foto: Shutterstock)

A próxima semana marca o início da estação mais florida do ano. E que tal aproveitar a chegada da primavera para montar uma horta caseira? Plantar em casa pode melhorar a sua alimentação, gerar economia e até dar um toque especial na decoração.

Criar um espaço assim exige cuidados relativamente simples. Além disso, você nem precisar ter um pátio tão grande. Até quem mora em apartamentos pequenos pode cultivar as suas plantinhas e temperos.

A seguir, o Blog da Bem mostra como fazer.

Por que montar uma horta caseira

Saúde, culinária, economia, decoração. Uma horta caseira traz inúmeros benefícios para a sua vida. O primeiro deles é a possibilidade de cultivar produtos orgânicos. Ou seja, sem a adição de agrotóxicos.

Com isso, você pode incrementar a sua dieta ou dar um sabor especial aos seus pratos com temperos fresquinhos, colhidos na varanda ou no quintal.

A própria decoração ganha um colorido diferente com a instalação de floreiras nas paredes ou com aquele cantinho do pátio reservado à plantação.

As crianças vão adorar 

As hortas também são legais para o convívio com filhos e netos. Dá para ensinar os pequenos desde cedo sobre a importância dos alimentos e da preservação da natureza.

Além disso, mexer na terra é terapêutico. Você pode usar esse tempo nos canteiros para espairecer um pouco.

Luz é fundamental 

O primeiro passo para instalar uma horta caseira é escolher o espaço. Seja em casa ou apartamento, esse local precisa ser de fácil acesso e ter luz solar em abundância.

A iluminação natural deve bater ali por sete a oito horas a cada dia. Também é preciso ficar atento ao calor. Em regiões mais quentes, o sol em excesso pode danificar as plantinhas.

A luz é ainda mais determinante para quem mora em apartamento. Se houver pouca insolação, o ideal é optar pelo cultivo de ervas e temperos nas varandas e janelas. Por outro lado, com bastante luz, é possível plantar até hortaliças e leguminosas.

A importância da água

É preciso regar os vasos e jardineiras da horta caseira periodicamente. Uma vez por dia no inverno – e duas no verão. O calor faz a água evaporar mais rápido, deixando as plantas desidratadas

Mas cuidado para não encharcá-las. Muita água pode prejudicar os vegetais.

Prepare a terra 

A qualidade da terra é um item determinante para a sua horta caseira ter sucesso. É possível, inclusive, melhorar o solo dos canteiros a partir da utilização de adubos específicos.

Outra solução é usar compostos orgânicos, feitos com restos de alguns alimentos – como borra de café e cascas de ovo. As minhocas também são uma boa opção. Elas digerem o material orgânico da terra e o transformam em nutrientes, além de cavarem túneis que facilitam a passagem do ar e da água.

Já quem mora em apartamentos deve comprar a terra. Existem várias opções, dependendo do tipo de horta que se queira montar. As floriculturas e agropecuárias podem indicar esses produtos.

Colocando as sementes 

Depois de encontrar o espaço ideal e adubar a terra, chegou a hora de plantar. O processo é semelhante para canteiros de pátio ou àqueles instalados em vasos. Você deve realizar uma série de furos no solo já preparado. É ali que as sementes e mudas serão depositadas.

Em seguida, os furos devem ser cobertos. É como se você estivesse revirando uma massa. Vale pressionar ou bater um pouco a terra para dispersar bolsões de ar que podem prejudicar o desenvolvimento da planta.

Use uma pá ou uma espátula de jardinagem para esse trabalho.

Espaço para as raízes 

Vale lembrar que o terreno deve ter, no mínimo, 30 centímetros de profundidade. É o espaço necessário para as raízes crescerem. Certifique-se de que os vasos e compartimentos tenham essa medida – ou que não exista uma laje por baixo do canteiro no seu quintal.

Onde plantar 

Vasos: é a alternativa mais comum. São várias opções de tamanhos e formatos. Alguns vasos já vêm com furinhos embaixo para facilitar o escoamento da água.

Floreiras: feitas de madeira, elas podem ser colocadas no chão ou fixadas em paredes e janelas. Também têm compartimentos para colocação de vasos e terra. As floreiras ajudam no aproveitamentos de pequenos espaços e dão um charme à decoração.

Reciclados: uma opção criativa é reaproveitar materiais, como caixas de leite, garrafas pet ou potes de vidro. É barato e fácil de fazer. Os pallets e caixas de madeira também são uma boa saída.

Horta vertical: ótima escolha se você não tem muito espaço. É possível montá-las com vasos ou materiais reciclados. Este tutorial ensina a fazer uma horta vertical com cano de PVC e garrafas pet. Confira o vídeo.

Os comentários estão encerrados.