Pule para o conteúdo principal

Como usar o crédito consignado para abrir um negócio

Como usar o crédito consignado para abrir um negócio

Consignado para abrir negócio

Usar o consignado para abrir um negócio pode representar a sua independência financeira. (Foto: Shutterstock)

Quem nunca pensou em deixar de ser empregado para investir em um projeto próprio? O sonho de abrir uma empresa é compartilhado por pessoas de diversas idades. Muita gente acaba adiando essa ideia por medo de perder trocar uma renda garantida por algo incerto. Mas saiba que, com um pouco de estratégia, é possível empreender sem correr tantos riscos. Isso porque você pode usar o empréstimo consignado para abrir um negócio.

A oportunidade está disponível para trabalhadores em regime de CLT, servidores públicos e militares ativos e inativos, aposentados e pensionistas do INSS. Todos eles podem aderir ao crédito consignado junto às instituições bancárias, com desconto na folha de pagamento ou direto na conta corrente. Os prazos estendidos e os juros baixos possibilitam que você projete a criação da sua empresa com calma, sem precisar comprometer tanto os vencimentos. A seguir, confira como usar o crédito consignado para essa finalidade.

É possível abrir um negócio com empréstimo consignado

Muitos pequenos empreendimentos são criados em momentos de crise como o atual. Eles costumam começar de forma caseira, sem um plano de negócio e com limitações financeiras. Em geral, são saídas que as pessoas encontram para complementar a renda familiar. Mas conforme o negócio vai dando certo, é preciso buscar uma estrutura melhor, seja investindo na compra de mais material ou até contratando auxiliares.

O empréstimo consignado pode ser uma das formas mais vantajosas de captar receitas para auxiliar nessa empreitada.

Primeiro passo: capital de giro

Todo negócio precisa de um fôlego inicial para deslanchar. Isso se chama capital de giro, ou seja, o dinheiro que irá ajudar a viabilizar as despesas permanentes de produção. Gastos desse tipo incluem aluguel, luz, deslocamentos e compra de materiais, entre outras necessidades de rotina.

Os bancos e instituições financeiras oferecem muitas linhas de crédito para garantir o capital de giro das empresas. Mas existem alguns entraves. O primeiro deles é que você precisa ter um CNPJ constituído. Essas modalidades não estão abertas caso o seu negócio seja inicial e ainda esteja na informalidade.

A vantagem dos juros baixos

O outro problema é a taxa de juros. Em geral, o ágio para o microcrédito oscila entre 6% e 7% ao mês. Já o crédito consignado não tem esses entraves. Você só precisa estar enquadrado em uma das classificações citadas no início do texto para buscar esse fôlego. E com juros baixos.

Para se ter uma ideia, a taxa média de juros para aposentados e pensionistas fica abaixo de 1,8% ao mês. Os servidores públicos chegam a encontrar taxas de apenas 1%, em muitos casos. Com juros baixos, o empréstimo consignado permite uma injeção de recursos sem comprometer tanto a sua renda. Isso tem a ver com outra vantagem da modalidade.

Margem Consignável

O Banco Central do Brasil estipula que você pode utilizar até 35% do seu salário ou benefício do INSS com o crédito consignado. Desse total, 30% são para o empréstimo e 5% vão para o cartão de crédito consignado. Essa é uma forma de frear o endividamento – o maior medo de quem evita investir no negócio próprio. Ou seja, utilizando uma margem confortável da sua renda, você consegue começar o seu projeto dentro de um risco calculado. Uma notícia legal é que a margem consignável para aposentados pode ser ampliada em breve. Existe um projeto em votação na Câmara dos Deputados para decidir essa mudança.

Redução de dívidas

Quem começa um negócio sabe que o sucesso pode demorar. Ainda assim, vale a pena continuar apostando. Desde que você se planeje bem. Lembre-se que os custos ligados à estrutura são vitais para a operação. Atrasar essas contas é o primeiro passo para criar uma bola de neve e inviabilizar a operação.

Buscar o crédito consignado para abrir um negócio é uma maneira de impedir que essas contas se acumulem caso as suas vendas demorem um pouco para deslanchar. O consignado também ajuda você a concentrá-las. Isso é bom até para a sua organização financeira, outro ponto importante para quem está começando.

Prazos estendidos

Menos burocracia e menores taxas são apenas alguns dos diferenciais do crédito consignado. O prazo é outro ponto fundamental. Em geral, os bancos oferecem até 72 meses para pagar. Em alguns casos, porém, o contrato pode se estender a até 96 meses (oito anos). É tempo suficiente para o negócio se consolidar e, quem sabe, se tornar até a sua principal atividade. Pense no crédito consignado como seu aliado para dar os primeiros passos.

Liberdade para investir

O crédito consignado não tem grandes limitações para o uso do dinheiro – ao contrário de linhas de crédito específicas para negócios e crédito imobiliário ou automotivo. Assim, o dinheiro pode ser utilizado para várias finalidades, como saldar dívidas, fluxo de caixa, pagar despesas ou comprar maquinário. Você escolhe.

Crédito também para negativados

O empréstimo consignado tem baixo índice de inadimplência, o que dispensa análise de crédito. Por isso, quem está negativado também pode ter acesso a essa modalidade de crédito para iniciar um negócio.

Como adquirir crédito consignado para iniciar um negócio

Antes mesmo da pandemia e do distanciamento social, alguns bancos e financeiras já ofereciam serviços online. O site da Bem Promotora tem informações adicionais relativas ao tema. Lá, você também encontra ótimas opções para diversos tipos de clientes, inclusive negativados. Simule sua proposta com a gente.